165 pessoas são resgatadas de balsa em chamas na Grécia

165 pessoas são resgatadas de balsa em chamas na Grécia

O Estado de S. Paulo

28 de dezembro de 2014 | 17h04

O Ministério da Defesa da Itália informou que 165 das 478 pessoas que viajavam na balsa que pegou fogo quando seguia da Grécia para a Itália foram resgatadas neste domingo. As operações de resgate continuam, mais de 14 horas depois do início do incêndio. Uma pessoa morreu e ao menos duas ficaram feridas.

A maior parte dos resgatados foi transportada para outros navios nas proximidades, mas nove pessoas foram levadas para a cidade italiana de Lecce, incluindo três crianças e uma grávida. Todos passam bem.

Os ventos fortes e o mar agitado prejudicam a retirada dos passageiros da embarcação. O incêndio começou no deck do Norman Atlantic, de bandeira italiana, que viajava do porto grego de Patras para Ancona, na Itália, com 422 passageiros e 56 tripulantes a bordo.

Helicópteros de resgate da Grécia e da Itália e navios enfrentam dificuldades para alcançar a balsa, devido aos ventos de 90 quilômetros por hora que empurram a embarcação para a costa da Albânia. Navios mercantes que estavam próximo do local foram alinhados para formar uma barreira de proteção contras as ondas e facilitar o resgate. A ministra da Defesa da Itália, Roberta Pinotti, disse que as operações de resgate continuariam durante a noite.

A Marinha italiana disse que a vítima fatal e uma pessoa ferida no incêndio foram transportadas por helicóptero para cidade de Brindisi, no sul da Itália. Não há informações sobre como a morte e os ferimentos ocorreram, mas a guarda costeira da Grécia afirmou que as duas pessoas foram encontradas na rampa de um dos botes salva-vidas. O segundo ferido é um membro das forças armadas italiana envolvido nas operações de resgate. Fonte: Associated Press

Mais conteúdo sobre:
GréciaItáliabalsa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.