19 mortos e 31 desaparecidos em enchentes no sudoeste da China

Enchentes provocadas por fortes chuvas no sudoeste da China provocaram a morte de pelo menos 19 pessoas, informou o governo local nesta terça-feira. Trinta e uma pessoas estão desaparecidas.As enchentes foram causadas por quatro horas seguidas de tempestade em uma área montanhosa da província de Guizhou. Diversas casas foram destruídas ou arrastadas, informou a agência de notícias Nova China.Moradores do condado de Wangmo e das áreas autônomas de Qianxi´nan Bouyei e Miao fugiram de suas casas, segundo a agência chinesa.Agentes dos serviços de defesa civil viajaram à região para organizar a criação de abrigos improvisados e dirigir a distribuição de ajuda humanitária.De acordo com a imprensa local, as autoridades chinesas alertaram aos moradores para que se preparem para o pior em um momento no qual as chuvas dirigem-se rumo ao sudeste do país, onde tempestades registradas ao longo das últimas duas semanas provocaram as piores enchentes em três décadas."Desastres como enchentes e desabamentos causados pelas chuvas são inevitáveis no momento", disse o funcionário do Ministério de Recursos Hídricos, Ding Liuqian.Desde maio, mais de 150 pessoas morreram por causa de chuvas, deslizamentos e enchentes na China, informou o Ministério da Defesa Civil.Na segunda-feira, o governo chinês alocou o equivalente a R$ 11 milhões em recursos emergenciais para ajudar as vítimas de enchentes. Os danos causados pelas chuvas até o momento são estimados em R$ 3,5 bilhões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.