AFP
AFP

Primeiro cruzeiro em mais de 50 anos que saiu dos EUA rumo a Cuba chega a Havana

Navio Adonia, da empresa Fathom, conta com 704 passageiros a bordo. Companhia Carnival promete aos viajantes uma ‘experiência de imersão cultural’ durante os sete dias ao redor da ilha

O Estado de S. Paulo

02 Maio 2016 | 12h09

HAVANA - O navio Adonia, da companhia Fathom, filial da empresa Carnival, chegou nesta segunda-feira, 2, a Havana e inaugurou a primeira linha de viagens de cruzeiros entre EUA e Cuba em mais de meio século.

A embarcação, com 704 passageiros a bordo - entre eles uma dúzia de cubano-americanos -, entrou na baía de Havana e está realizando manobras para atracar no terminal de cruzeiros Serra Maestra, situada no centro histórico de Havana.

A chegada do Adonia atraiu o olhar de dezenas de curiosos que se reuniram na avenida Malecón e na zona do antigo Castillo del Morro para presenciar sua entrada na baía de Havana após uma travessia de cerca de oito horas.

Na parte superior da embarcação foi possível ver grupos de passageiros que contemplavam as primeiras vistas da capital cubana.

O cruzeiro, com saída de Miami a cada duas semanas e destino a Cuba, inclui um programa de atividades em mar e terra de caráter cultural, educativo e humanitário.

A Carnival, a maior empresa de cruzeiros do mundo, promete aos viajantes dessa rota marítima uma "experiência de imersão cultural" durante uma rota de sete dias ao redor da ilha, com uma primeira escala em Havana, e as seguintes paradas em Cienfuegos e Santiago de Cuba. /EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.