20 mil japoneses podem ir a Cuba neste ano

O governo cubano espera que a ilha receba neste ano o dobro de turistas japoneses - o que significa que o número total de nipônicos em visita a Cuba deve chegar a 20 mil. Em função dessa expectativa, o chanceler cubano, Felipe Pérez Roque, enfatizou em Tóquio a necessidade de abrir uma linha direta de vôos entre os dois países. O turismo, com cerca de dois milhões de visitantes esperados para este ano, é a principal fonte de ingresso de moeda estrangeira em Cuba. Prevê-se para o setor um crescimento de 10% ao ano em um futuro próximo, afirmou Pérez Roque na capital japonesa. O chanceler cubano, que chegou ao país no sábado para uma visita de quatro dias, assinou nesta segunda-feira um acordo com Tóquio para a compra de equipamentos e a melhoria de assistência médica para o hospital San Francisco, no nordeste de Honduras, onde vários médicos cubanos trabalham como voluntários. Ao sair de uma reunião de uma hora e meia com Pérez Roque, o ministro de Relações Exteriores do Japão, Yohei Kono, concordou com o chanceler cubano sobre a previsão de crescimento do turismo japonês na ilha. Segundo Kono, entre as atrações em Cuba para os japoneses destaca-se a música cubana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.