20 xiitas são executados sumariamente no Paquistão

Vinte muçulmanos xiitas foram executados sumariamente por desconhecidos no norte do Paquistão nesta quinta-feira, informaram autoridades locais. As vítimas foram retiradas à força dos ônibus nos quais viajavam e mortas a seguir. De acordo com uma fonte na polícia paquistanesa, o episódio ocorreu no Vale do Naran.

AE, Agência Estado

16 de agosto de 2012 | 12h53

As vítimas viajavam de Rawalpindi, nas proximidades de Islamabad, para Gilgit, uma área de maioria xiita no norte do Paquistão, disse o vice-inspetor local de política, Ali Sher. A região já foi cenário de violência sectária no passado. Muitos extremistas sunitas não consideram os xiitas verdadeiros muçulmanos.

Horas mais cedo, um grupo de nove milicianos atacou uma base da Força Aérea do Paquistão, dando início a um tiroteio. Um guarda da base e os nove agressores morreram na troca de tiros. Acredita-se que uma parte da base seja usada no programa nuclear paquistanês. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Paquistãoviolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.