200 pedidos de intervenção em São Paulo. É um protesto

Em protesto contra a Prefeitura de SãoPaulo, que desde l998 desrespeita decisões judiciais e não paga precatórios alimentares, devidos a 50 mil de seus servidores, um grupo de advogados protocolou hoje - ? dia da mentira? - mais de 200 pedidos de intervenção estadual no município, no Tribunal de Justiça. O protesto foi liderado pela Madeca - Movimento dos Advogados Credores do Poder Público - Precatórios Alimentares, que representa os credores que tem a receber dos cofres da Prefeitura mais de R$ 1,5 bilhão, referentes a diferenças salariais e reajustes. Segundo o presidente da entidade Felippo Scolari Neto, as ações foram ajuizada contra a Prefeitura há mais de 10 anos. Todas foram julgadas procedentes. As decisões transitaram em julgado e foram expedidos precatórios até agora não pagos.Não obstante as verbas necessárias foram inseridas no orçamento municipal nos sucessivos anos. A presidente da Federação das Associações Sindicais e Profissionais de Servidores da Prefeitura de São Paulo, Berenice Gazoni acusou a prefeita Marta Suplicy de desrespeitar o funcionalismo. Assinalou que ela não demonstra se quer de pagar: não dá satisfações a ninguém e nem apresenta cronograma. Grande parte dos credores constituídas por aposentados e idosos, muitos dos quais já morreram.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.