Google Maps
Google Maps

23 mineiros são resgatados de mina que explodiu na China

Acidente ocorreu na terça-feira, 5, e deixou 11 mortos; equipes de resgate ainda procuram por outros dois mineiros

O Estado de S.Paulo

06 Junho 2018 | 03h24

PEQUIM - Um total de 23 trabalhadores foram resgatados com vida, nesta quarta-feira, 6, após a explosão em uma mina de minério de ferro ocorrido na terça-feira, 5, na província de Liaoning, na China. O acidente causou a morte de pelo menos 11 mineiros, enquanto as equipes de resgate seguem buscando outros dois desaparecidos.

A explosão aconteceu na terça, por volta das 16h (hora local), na entrada da mina, depois que os mineiros lançaram explosivos por um poço de cerca de mil metros de profundidade, informou a agência oficial de notícias "Xinhua". A detonação destruiu o sistema de elevação da mina e deixou 25 mineiros presos. 

Todos os mineiros resgatados se encontram em boas condições de saúde, embora cinco deles apresentavam ferimentos graves e estão recebendo tratamento no hospital, explicaram as autoridades locais. Equipes de emergência seguem tentando localizar dois deles.

As minas chinesas, especialmente as de carvão - principal fonte de energia do País - têm alta taxa de acidentes e estão entre as mais perigosas do mundo, embora nos últimos anos, o número de acidentes fatais tenham caído significativamente.

+ Explosão em mina do Irã deixa pelo menos 35 mortos

+ Na China, talvez você tenha de pagar para conhecer seu bebê

Em 2017, só nas minas de carvão da China foram registrados 219 acidentes com 375 mortes. Apesar de alto, esse número representa uma queda de 28,7% nas mortes com relação a 2016 e foi quase 20 vezes menor do que no início da década passada, quando aconteciam até 7 mil óbitos por ano por este motivo. /EFE

Mais conteúdo sobre:
China [Ásia] mineração

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.