32 mil pessoas usaram antibiótico contra antraz nos EUA

Cerca de 32 mil pessoas tomaram antibióticos no mês passado como precaução por provável exposição a esporos de antraz, disseram, nesta quinta-feira, as autoridades federais sanitárias dos Estados Unidos. Desse total, cerca de 5 mil foram aconselhadas a tomar o medicamento por dois meses.Os Centros para o Controle e Prevenção de Doenças lançaram um resumo detalhado da reação dos Estados Unidos aos casos de antraz na Flórida, em Nova York, Nova Jersey e Washington.O governo confirmou 17 casos de antraz desde a eclosão das primeiras ocorrências, há um mês, na Flórida. Desse total, quatro pacientes morreram, vítimas do tipo mais grave da doença, sob a forma inalada.Para a maioria das 32 mil pessoas que já tomaram antibióticos, o remédio foi recomendado somente até que pudesse ser determinado se elas haviam sido expostas a níveis perigosos de antraz.O cipro e a doxiciclina são os principais antibióticos recomendados pelo governo como precaução depois de uma provável exposição ao antraz.As autoridades federais sanitárias dos EUA têm alertado contra o uso em demasia de antibióticos por causa dos efeitos colaterais e pelo perigo de a bactéria se tornar resistente às drogas.Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.