32 mortos e 52 feridos em explosão em mesquita paquistanesa

Uma explosão nesta sexta-feira em uma mesquita xiita em Quetta, no sudoeste do Paquistão, deixou pelo menos 32 mortos e 52 feridos entre os fiéis que rezavam no templo no dia santo muçulmano, disse o porta-voz do ministério do Interior paquistanês, Iftikar Ahmed. Revoltados com o ataque, xiitas saíram às ruas de Quetta, queimando carros e pneus. Algumas testemunhas diseram que o atentado foi cometido por dois suicidas, enquanto outros disseram que os atacantes lançaram granadas no interior da mesquita no momento em que cerca de 2 mil fiéis faziam ali suas preces. Um homem foi detido pela polícia. Nenhum grupo assumiu de imediato responsabilidade pelo ataque - o último em uma série de ações violentas contra a minoria xiita no Paquistão, geralmente atribuídas a grupos radicais da maioria sunita no país islâmico. Tiros podiam ser ouvidos enquanto esquadrões paramilitares chegavam às imediações da mesquita e abriam fogo. Os agentes foram enviados ao local para restaurar a ordem, disse o chefe de polícia Shaoib Suddle. As autoridades policiais também não informaram sobre a identidade do homem detido nem quais seriam suas ligações com o atentado. A polícia também estabeleceu um toque de recolher na cidade, mas não fixou prazo para a medida.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.