32 são resgatados após naufrágio nas Filipinas

Embarcação com 747 naufragou após tempestades provocadas pelo tufão Fengshen; 10 mortes confirmadas

Efe,

23 de junho de 2008 | 01h33

Pelo menos 32 pessoas sobreviveram ao naufrágio de uma embarcação com 747 pessoas a bordo. O acidente aconteceu na costa das Filipinas no sábado em razão das tempestades provocadas pelo tufão Fengshen. A rádio local DZBB informou nesta segunda-feira, 23, que os sobreviventes foram encontrados no final da noite de ontem na província de Bondoc, quase 100 quilômetros ao norte da ilha de Sibuyan, local do naufrágio do barco Princess of Stars. Os sobreviventes chegaram à costa em uma frágil lancha inflável, na qual fizeram a viagem durante a qual perderam dois companheiros que caíram no mar, segundo seus relatos. Após os trabalhos de busca terem sido suspensos no domingo por causa do mau tempo, navios da Marinha e da Guarda Litorânea saíram nesta segunda-feira de novo para procurar mais sobreviventes. As equipes de mergulhadores voltarão a entrar dentro do barco, que tem um grande buraco no casco da proa. Até o momento, as autoridades confirmaram que encontraram 10 corpos, mas o número final pode ser muito maior. O Princess of Stars zarpou no sábado de manhã do porto de Manila com destino a Cebu, mas ficou encalhado na metade do caminho na ilha de Sibuyan, 300 quilômetros ao sul da capital. Se for confirmada a morte dos desaparecidos no naufrágio, será o acidente marítimo mais grave ocorrido nas Filipinas desde dezembro de 1987, quando cerca de 4.400 pessoas morreram no sul do país após o choque entre um petroleiro e um, o maior desastre na história da navegação comercial. Até o momento, o Fengshen tirou a vida de pelo menos 223 pessoas nas províncias de Iloilo - a mais atingida -; na ilha de Panay; e em Maguindanao, em Mindanao, no sul do arquipélago.

Mais conteúdo sobre:
Filipinasnaufrágio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.