33 mortos em dia de violência no Iraque

Uma bomba escondida em um aparelho de ar-condicionado explodiu nesta sexta-feira em uma mesquita sunita no Iraque, provocando a morte de dezenas de pessoas no mais sangrento episódio de um dia de violência no qual 33 pessoas morreram, informaram autoridades locais.

AE, Agência Estado

13 de setembro de 2013 | 15h17

O ataque à mesquita ocorreu em um momento no qual o templo, situado no povoado de Umm al-Asham, na periferia de Baquba, cerca de 60 quilômetros a nordeste de Bagdá, estava repleto de fiéis. Trinta pessoas morreram e 45 ficaram feridas somente nesse ataque. Fontes na polícia disseram que a bomba estava escondida em um aparelho de ar condicionado.

Mais três pessoas morreram em dois diferentes episódios de violência nas proximidades de Mossul, no norte iraquiano. Nenhum grupo reivindicou até o momento a autoria dos ataques de hoje.

Desde abril, mais de 4 mil pessoas perderam a vida em uma nova escalada de violência que realimenta temores de que o Iraque seja tomado por um conflito sectário pela segunda vez em menos de uma década. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Iraqueviolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.