339 morrem em festival no Camboja

Tumulto começou quando pessoas que assistiam a corrida de barcos desmaiaram em uma ponte

AP e Reuters,

22 de novembro de 2010 | 16h10

  Voluntário resgata ferido após tumulto em festival. Heng Sinith/AP  

PHNON PENH - Ao menos 339 pessoas morreram no Camboja, durante um tumulto em um festival na capital Phnon Penh nesta segunda-feira, 22, informou o governo do país. A maior parte das vítimas é mulher. Outras 329 pessoas ficaram feridas.

Veja também:

mais imagens Galeria de fotos: tragédia no Camboja

De acordo com o primeiro-ministro Hun Sen, as causas da tragédia ainda não estão claras. A polícia iniciou uma investigação que será dirigida por uma comissão especial. Os feridos ainda estão sendo removidos do local. Muitos deles estão em estado grave.

 

Estima-se que 2 milhões de pessoas estavam na capital cambojana para o festival, que marca o fim da temporada de chuvas no país. uma  corrida de barcos folclóricos, seguida por um show encerrava as festividades.

Milhares de pessoas assistiam ao show em uma ilha fluvial do rio Tonle Sap quando o estampido começou. De acordo com testemunhas, algumas pessoas foram eletrocutadas, o que provocou pânico. Outras versões indicam que os espectadores desmaiaram por causa do calor.

A multidão tentou fugir por uma ponte que liga a ilha às margens do rio. A maior parte das vítimas foi pisoteada ou caiu no rio. Muitos dos feridos estão em estado grave.

 

  Fontes dos serviços de emergência indicaram que dezenas de pessoas se lançaram às águas do rio Tonle Sap para evitar serem esmagadas pela multidão.

O Camboja é um dos países mais pobres do Sudeste Asiático e conta com um sistema de saúde pública precário.

 

Atualizada às 17h16

Com Efe, AP e Reuters

Tudo o que sabemos sobre:
Camboja

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.