35 mortos em desabamento de teto em Moscou

Pelo menos 35 pessoas morreram nesta quinta-feira e outras 29 ficaram feridas com o desabamento do teto do mercado Bauman de Moscou, segundo dados provisórios do Ministério russo para Situações de Emergência.O diretor do mercado, Mark Mishiev, disse à agência Interfax que no momento do afundamento do telhado, no interior da loja poderia haver entre 40 e 50 pessoas, número que pode subir para 100, segundo os cálculos dos grupos de resgate que trabalham no local do acidente.O ministro de Emergência, Serguei Shoigu, indicou que os trabalhos de remoção de escombros levarão cerca de 12 horas, pelo menos, pois as equipes de resgate não utilizam equipamentos pesados por haver sobreviventes debaixo das ruínas do mercado."Deve haver pelo menos 10 pessoas vivas debaixo dos escombros", disse Shoigu à imprensa.O telhado do mercado, com uma área de mais de 2.000 metros quadrados, caiu, segundo uma das versões, pelo peso da neve, por volta de 5h00 (00h00 de Brasília), no momento em que abria as portas para o público.Durante a noite, caiu uma forte nevasca sobre Moscou. Nesta quinta-feira as temperaturas estão por volta de zero grau.A agência Interfax disse que o mercado foi projetado nos anos 70 por Nodar Kancheli, o mesmo arquiteto que fez as plantas para o parque aquático Transvaal, em Moscou, onde o teto desabou em fevereiro de 2004, matando 28 pessoas. Advogados, na época, diziam que a causa do colapso do teto foi devido a falhas no projeto.Em declarações à televisão local, o procurador de Moscou, Anatoli Zúyev, indicou que estão sendo analisadas três hipóteses sobre as causas do desmoronamento do telhado do mercado: exploração inadequada do imóvel, peso da neve e erros no projeto do edifício.Outros acidentes- Em 2 de janeiro deste ano desabou o teto de uma pista de gelo de Bad Reichenhall (Alemanha), por causa da neve acumulada. Morreram 15 pessoas, 12 delas crianças e adolescentes, e 38 ficaram feridas.- Em 28 de janeiro de 2006, 63 pessoas morreram e 141 ficaram feridas quando caiu o teto de um pavilhão situado no centro Internacional de Exposições de Katowice (Polônia), em cujo interior havia entre 500 e 1.000 pessoas.- Em 14 fevereiro de 2004, o desmoronamento da cúpula de concreto e cristal de um parque aquático de Moscou causou 28 mortos, incluídas sete crianças, e deixou cerca de 200 feridos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.