39% querem a renúncia de Blair, diz "Daily Telegraph"

O jornal britânico Daily Telegraph publica nesta segunda-feira uma pesquisa em que 39% dos entrevistados afirmam que querem a renúncia do primeiro-ministro Tony Blair, e 47% acusam o governo britânico pela morte do cientista David Kelly. Apesar de 41% dos entrevistados terem respondido que Blair deve continuar no cargo, a reportagem diz que a morte de Kelly abalou a reputação do primeiro-ministro. A polêmica entre o governo britânico e a BBC sobre o dossiê de armas do Iraque dominou o noticiário da imprensa na Grã-Bretanha. O The Times afirma que "perguntas duras" devem ser feitas sobre a natureza da reportagem do correspondente de defesa da BBC, Andrew Gilligan. O tablóide The Sun atacou a BBC, com a manchete: "Como podemos acreditar na BBC de novo?" As informações são do site da BBC em português. Para ler o noticiário da BBC, que é parceira do estadao.com.br, clique aqui. Para ler mais sobre o caso: »Uma cronologia para ajudar a entender o caso David Kelly » Entenda a polêmica dos dossiês britânicos sobre o Iraque » Polícia britânica aponta que especialista se matou »Casa Branca libera documentos da CIA vinculados ao caso do Iraque »Secretaria da Defesa diz que David Kelly falou mesmo com BBC »Escritório de Blair quer investigar caso do especialista em armas »Polícia avança na identificação de corpo de perito em armas britânico »Encontrado corpo na busca por especialista em armas do Iraque

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.