Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

40 anos depois, a CIA condecora piloto que invadiu Baía dos Porcos

Um piloto norte-americano que participou da fracassada invasão da Baía dos Porcos, em Cuba, foi condecorado na Flórida pela CIA, o serviço secreto norte-americano, em um ato insólito, pois a missão é considerada pelos Estados Unidos mais como motivo de vergonha do que de orgulho. Carl Nick Sudano, único sobrevivente do punhado de pilotos norte-americanos que participaram da operação ao lado de exilados anticastristas, recebeu a Medalha do Selo da CIA em Palm Beach. No último dia da invasão, em 19 de abril de 1961, Sudano foi um dos treinadores dos exilados cubanos que, ignorando a ordem de Washington, partiram em seus aviões para combater o exército revolucionário de Cuba.

Agencia Estado,

15 de fevereiro de 2001 | 23h49

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.