45 parlamentares trabalhistas votam contra a guerra

Quarenta e cinco deputados trabalhistas britânicos se expressaram contra uma eventual guerra no Iraque com um voto técnico na Câmara dos Comuns de Londres.Essa votação simbólica confirmou na noite da quarta-feira as divisões internas do partido do primeiro-ministro Tony Blair em relação a uma intervenção militar contra o presidente iraquiano, Saddam Hussein, sem uma prévia segunda resolução das Nações Unidas.Em setembro passado, em outra votação técnica, 64 parlamentares haviam expressado seu desacordo com a política de Blair em relação ao regime de Bagdá. Desses 64, 56 eram trabalhistas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.