47 morrem no Iraque após ataques de extremistas

Extremistas islâmicos realizaram vários ataques nesta quinta-feira em Bagdá, no Iraque, com um saldo de pelo menos 47 mortes e dezenas de feridos, segundo autoridades locais.

Estadão Conteúdo

16 de outubro de 2014 | 17h33

No maior ataque, de autoria do grupo Estado Islâmico, 14 morreram e 34 ficaram feridos, depois de duas bombas explodirem simultaneamente em uma área comercial do bairro de Dolaie, no norte da cidade.

Na bairro de Talibiya, também em Bagdá, uma ofensiva suicida deixou pelo menos 12 mortos e 28 feridos. Entre os mortos, sete são policiais e cinco são civis. Em Shula, também no norte da capital iraquiana, seis morreram e 16 ficaram feridos após ataque em uma área residencial.

Em Mahmoudiya, no sul da cidade, sete morreram e 12 ficaram feridos. Desde domingo, 150 pessoas já morreram em ataques realizados somente em Bagdá. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Iraqueviolênciamortes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.