55 morrem em combates no Sri Lanka

Entre os mortos, 50 rebeldes do separatistas e cinco soldados cingaleses

EFE

02 de dezembro de 2007 | 13h52

Cinqüenta rebeldes separatistas tâmeis e 5 soldados cingaleses morreram nos fortes confrontos registrados este fim de semana no norte do Sri Lanka, informaram neste domingo, 2, fontes oficiais.  O combate mais sangrento começou no sábado na região de Adampan, no sul da ilha de Mannar (noroeste), onde morreram 23 membros da guerrilha dos Tigres de Libertação da Pátria Tâmil (LTTE) e três soldados do Exército do Sri Lanka, segundo um comunicado da Defesa. Além disso, 57 rebeldes e 20 soldados ficaram feridos nos confrontos, de acordo com a fonte oficial.   Na mesma área, dois soldados cingaleses morreram e seis ficaram feridos no sábado, 1, em um ataque de morteiros dos LTTE, acrescentou.  Outro combate foi registrou no sábado, 1, na região de Vavunya, onde segundo a Defesa morreram 20 tigres tâmeis e 25 ficaram feridos quando o Exército recuperou um dos bastiões da guerrilha em Periya Pandivirichan.  O Exército teve nove feridos em Vavunya, três pela explosão de minas antipessoal e seis pelo fogo de morteiro dos LTTE.  Este fim de semana foram registrados confrontos sangrentos no norte do Sri Lanka, também na zona de Muhamalai, da península de Jaffna, onde quatro rebeldes morreram em um ataque do Exército contra suas posições.  A Defesa tinha informado no sábado, 1, da morte de outros seis guerrilheiros tâmeis e um soldado cingalês nos confrontos em Muhamalai.

Tudo o que sabemos sobre:
SRI LANKA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.