Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

56% dos israelenses defendem diálogo com ANP, diz pesquisa

Uma pesquisa do instituto independente Dachaf revelou que 56% dos israelenses, ao contrário de seus governantes, são favoráveis ao diálogo com o novo governo da Autoridade Nacional Palestina (ANP) de união nacional para acabar com o conflito entre os dois povos.No entanto, segundo os resultados divulgados nesta segunda-feira, 19, apenas 39% defendem a manutenção do diálogo com todos os integrantes do governo da ANP, formado pelo movimento islâmico Hamas e a organização nacionalista Fatah.O governo do primeiro-ministro israelense, Ehud Olmert, aprovou no domingo por 19 votos e duas abstenções manter o boicote imposto ao governo palestino anterior, liderado pelo primeiro-ministro Ismail Haniyeh, do Hamas.Segundo a enquete do Dachaf, 17% dos israelenses defendem manter contatos com o segundo governo de Haniyeh, mas só com os representantes do Fatah, cujo líder é o presidente da ANP, Mahmoud Abbas, com quem Olmert continuará dialogando.Já 40% dos israelenses se opõem a todo contato com as novas autoridades palestinas, enquanto 4% dos entrevistados não responderam à pesquisa.A enquete foi realizada com 517 pessoas de todas as camadas da população israelense, entre judeus e árabes, e a margem de erro é de 4,3%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.