6 funcionários foram detidos pelo acidente de trem na China

Entre os detidos está Guo Jiguang, que já tinha sido destituído do cargo de subdiretor do Birô de Ferrovias

EFE

11 de maio de 2008 | 02h02

Seis funcionários do sistema de ferrovias chinês foram detidos nas últimas horas por causa de sua suposta responsabilidade no acidente de trem que no dia 28 de abril causou a morte de 72 pessoas e ferimentos em 416 na província oriental chinesa de Shandong. Entre os detidos está Guo Jiguang, que já tinha sido destituído de seu cargo de subdiretor do Birô de Ferrovias de Jinan, capital da província. Os outros detidos, cujos nomes não foram revelados, são um motorista de locomotiva, dois controladores, um supervisor de estação e um assistente. Guo mantém seu cargo como legislador da Assembléia Popular da província, por isso que esse órgão teve que aprovar a detenção esta semana. O acidente, o pior registrado em uma década na China, aconteceu na localidade de Zibo, quando um trem de passageiros descarrilou "por excesso de velocidade e um erro humano" e colidiu contra outro. As investigações determinaram que o trem de passageiros ultrapassou os limites de velocidade permitidos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.