60 são detidos por irem a festa com dança e álcool no Irã

Sessenta participantes de uma festa, homens e mulheres, foram detidos em Shiraz, no sul do Irã, e agora correm o risco de serem condenados ao açoite. Os detidos, escreve hoje o vespertino Keyhan, participavam de uma "festa corrupta", onde homens e mulheres dançavam juntos e as mulheres não tinham todo o corpo coberto da cabeça aos pés, como impõe a lei islâmica. Além disso, a maioria dos participantes havia bebido álcool.A operação, disse o major Mohsen Zaeri, da polícia para a defesa da moral, foi meticulosamente preparada. Primeiro, alguns "basiji", ou seja, voluntários islâmicos, tomaram posição que lhes permitisse ver o que acontecia dentro da casa onde se desenrolava a festa. Um vez seguros de que "homens e mulheres estavam em condições vulgares e dançavam juntos", os agentes entraram para acabar com a festa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.