60 supostos rebeldes são detidos em Bagdá

Sessenta pessoas foram detidas nesta sexta-feira em áreas do sul e do oeste de Bagdá por supostamente fazerem parte de grupos rebeldes armados, informaram fontes do Ministério da Defesa iraquiano. As detenções aconteceram tanto em operações praticadas em casas de suspeitos como em postos de controle em estradas, e foram feitas nos bairros de Saidiya, Ilam, Chabab e Biaa, todos no sudeste da capital.As operações desta sexta-feira se juntam à campanha lançada contra os focos da insurgência desde o final de dezembro passado, em uma tentativa de acabar com os grupos que cometem ataques contínuos contra as forças iraquianas e americanas no país.O coronel Ahmed Ahmed, da Polícia de Salah ad-Din, disse que suas forças detiveram treze membros da insurgência na manhã de hoje e mais sete na tarde de ontem, todos eles na zona Siniya da província de Beiji, 180 quilômetros ao norte da capital.O coronel disse que vários dos detidos admitiram ter cometido o assassinato de pelo menos três chefes tribais na região, entre eles o xeque Yauad Mulazamel, da tribo sunita de Yanabeyin, nesta mesma semana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.