70% dos venezuelanos são contra fechamento de TV

Uma pesquisa divulgada na quinta-feira, 26, revelou que 70% dos venezuelanos são contra o cancelamento da concessão do canal de televisão Radio Caracas Televisión (RCTV), anunciado em dezembro pelo presidente da Venezuela, Hugo Chávez.Segundo levantamento da Datanalisis, uma das maiores empresas de pesquisa de opinião do país, a maioria dos venezuelanos é contra o fechamento da televisão privada.Treze por cento dos entrevistados são a favor da medida. A pesquisa foi realizada no começo de abril. A concessão acabará no final do mês de maio e não será renovada. Direito de escolhaA mesma pesquisa da Datanalisis também mostrou que a aprovação do governo de Hugo Chávez está em alta. Ele tem aprovação de 64,7% dos entrevistados.Para o diretor da Datanalisis, Luís Vicente Leon, não há conflito entre a aprovação do presidente e a condenação ao cancelamento da concessão da RCTV."Esta é a primeira ação de Chávez contra as maiorias. Que não leva em consideração a decisão soberana do povo, como ele mesmo vende a base de sua revolução", disse Leon à BBC.Segundo ele, o motivo da rejeição da medida pela população não tem tanto a ver com a defesa da liberdade de expressão, mas sim com defesa da liberdade de escolha pelos venezuelanos.Corte InteramericanaA presidente da Assembléia Nacional, Cilia Flores, disse na quinta-feira que não se surpreendeu com a decisão da Comissão Interamericana de Direitos Humanos, da Organização dos Estados Americanos (OEA), de entrar com um processo contra a Venezuela por causa da RCTV.A Comissão anunciou que levará o Estado venezuelano à Corte Interamericana de Direitos Humanos por suposta violação dos direitos dos cidadãos e dos trabalhadores do canal."Em outras oportunidades, eles têm atuado como porta-vozes da direita, dos setores fascistas e dos setores golpistas", disse Flores, que ressaltou que não há limites à liberdade de expressão na Venezuela.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.