80 mil fogem do Waziristão do Norte temendo ofensiva

Cerca de 80 mil pessoas fugiram de uma região tribal no noroeste do Paquistão nos últimos dois dias, disse uma autoridade, na medida em que os militares mantém sua ofensiva na região próxima à fronteira com o Afeganistão.

Agência Estado

19 de junho de 2014 | 14h00

O Exército iniciou a operação no Waziristão do Norte na noite de domingo, dizendo que estava indo atrás de militantes que usam a região como base para lançar ataques terroristas.

Um toque de recolher, que já estava em vigor no sábado, impediu os moradores de deixar a área até que foi suspenso, na manhã de quarta-feira. A ofensiva tem até agora consistido de ataques aéreos, mas a suspensão do toque de recolher para permitir a saída de moradores pode indicar que uma ampla ofensiva por terra está para acontecer.

Arshad Khan, chefe da autoridade para gerenciamento de desastres da região, disse que 79 mil pessoas deixaram o Waziristão do Norte na quarta e quinta-feira. Mesmo antes da operação ser anunciada, 63 mil pessoas haviam ido embora antes dos ataques aéreos, temendo uma ofensiva maior.

Moradores vão embora em caminhões, carros e tratores com seus pertences como colchões, ventiladores e aparelhos de televisão. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Paquistãoofensivamilitantesfuga

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.