86 morrem ao pular de navio da Somália

Pelo menos 86 pessoas morreram depois de terem sido forçadas sob mira de armas a pular no mar quando um navio cargueiro que os levava do norte da Somália para o Iêmen apresentou problemas no motor, disseram hoje um operador de rádio e jornalistas.O navio havia partido do porto de Bosaso, na região noroeste de Puntland 10 dias atrás com mais de 150 pessoas a bordo, afirmou o operador de rádio.Um barco pesqueiro posteriormente rebocou o cargueiro, que estava na quinta-feira no golfo de Áden, em Lasqory, uma remota vila costeira na região de Somalilândia, com cerca de 70 passageiros sobreviventes, disse o operador, falando por rádio de Lasqory. Existem poucos telefones de longa distância na Somália e a maioria das pessoas se comunica por rádio.Jornalistas locais afirmaram que uma autoridade em Lasqory, Mohamed Aden Issa, confirmou o incidente e disse que cinco dos 70 haviam morrido de desnutrição hoje. Issa afirmou aos jornalistas que o paradeiro da tripulação é desconhecido.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.