Antara Foto/ Ampelsa/ Reuters
Antara Foto/ Ampelsa/ Reuters

87 presos seguem foragidos após fuga em massa na Indonésia

113 prisioneiros escaparam de penitenciária depois de render um guarda durante momento de oração; 26 foram recapturados

O Estado de S.Paulo

30 de novembro de 2018 | 05h20

JACARTA - Autoridades da Indonésia confirmaram nesta sexta-feira, 30, que 87 prisioneiros que participaram de uma fuga em massa na província de Aceh, na ilha de Sumatra, continuam foragidos. Dos 113 detentos que escaparam, 26 foram recapturados.

"113 prisioneiros escaparam, até agora nós pegamos 26 prisioneiros e continuamos procurando os outros 87 ", disse o chefe do Polícia de Aceh, o Inspetor Geral, Rio S. Djambak.

O grupo conseguiu escapar nesta quinta-feira, 29, da penitenciária de Lambaro, depois de render um guarda durante um momento de oração. Na ocasião todos os 720 presos do local deixaram suas celas para participar das preces.

Os presos atearam fogo e quebraram janelas do centro de detenção durante o motim. De acordo com as autoridades, a segurança no local foi reforçada e a situação foi normalizada no início da manhã desta sexta.

O chefe da polícia declarou esperar que os prisioneiros foragidos se rendam em menos de três dias para evitar a adoção de medidas mais severas. Ele também pediu ajuda aos parentes dos detentos para que eles retornem à prisão. Também este ano, a penitenciária de Lambaro foi alvo de outro motim, quando os presos incendiaram um dos prédios do centro de detenção. \ EFE e AFP.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.