9 desaparecidos em acidente com pesqueiro

O primeiro-ministro japonês, Yoshiro Mori, pediu às equipes de resgate que realizem todos os esforços possíveis para localizar as vítimas do acidente com um barco pesqueiro, que naufragou no sudoeste de Honolulu após ter sofrido uma colisão com um submarino nuclear norte-americano. O acidente aconteceu nesta sexta e, até agora, nove das 35 pessoas que estavam a bordo, entre tripulação, estudantes e professores, estão desaparecidas. Das 26 pessoas resgatadas, 12 sofreram ferimentos graves e quatro continuam internadas em hospitais locais. A bordo do pesqueiro viajaram 13 estudantes, entre 16 e 18 anos de idade, da Universidade Pesqueira de Uwakima, além de 20 membros da tripulação. O acidente aconteceu quando o barco japonês Ehime Maru, de 499 toneladas, colidiu com o submarino nuclear Greeneville, de aproximadamente 6.900 toneladas. Os membros da tripulação do submarino saíram ilesos do acidente e não foi registrado nenhuma avaria na nave. De acordo com as autoridades do Departamento de Educação da Prefeitura de Ehime, o barco de instrução japonês havia saído do porto de Uwajima no último dia 8 de janeiro, com previsão para retornar em 24 de março.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.