9 ex-milicianos pró-Israel deixam o Estado judeu pelo Líbano

Nove ex-milicianos aliados a Israel e 12 membros de suas famílias retornaram nesta quinta-feira ao Líbano depois de terem trocado seu país pelo Estado judeu após a retirada israelense do sul do território libanês em 2000. Emocionados parentes saudaram a chegada dos 21 retornados assim que avistaram o ônibus das Nações Unidas que os trouxe de volta a partir da fronteira líbano-israelense até a cidade litorânea de Naqura. Militares libaneses detiveram os ex-milicianos do antigo Exército do Sul do Líbano (ESL) para interrogá-los a respeito de acusações de espionagem, disseram oficiais que não quiseram se identificar. Seus familiares foram liberados. O Líbano ainda se considera em guerra com Israel e proíbe contatos com o Estado judeu. O ESL apoiou Israel durante os 18 anos de ocupação do sul do Líbano por forças israelenses e entrou em colapso após a retirada do exército do país vizinho da região.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.