900 soldados norte-americanos já morreram no Iraque

Uma bomba explodiu na manhã desta quarta-feira e provocou a morte de um soldados da 1.ª Divisão de Infantaria dos EUA no Iraque. Com mais essa morte, já são 900 militares norte-americanos falecidos no país desde o início das operações em março de 2003.O soldado morto nesta quarta estava em um veículo de combate Bradley em Duluiyah, a 72 km de Bagdá, quando a bomba explodiu. Nesta terça, dois fuzileiros da Marinha dos EUA também morreram em ações na província de Anbar, região de maioria sunita a oeste de Bagdá.

Agencia Estado,

21 de julho de 2004 | 04h06

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.