'A água do mar invadiu túneis e aeroportos como se fosse um rio'

"Todo mundo que mora abaixo da Rua 39 não tem eletricidade. O túnel que liga Manhattan ao Brooklyn, o Battery Tunnel, foi invadido como se fosse um rio pela água do mar. Várias estações de metrô estão inundadas e a água do mar também invadiu os três aeroportos de Nova York, que estão oficialmente fechados. O grande perigo disso é que a água salgada é muito corrosiva e provoca curtos-circuitos. Então, a tarefa de esvaziar uma estação de metrô é muito mais complicada, na medida em que você tem de verificar todo o sistema elétrico.

O Estado de S.Paulo

31 de outubro de 2012 | 02h02

É uma situação de caos em Nova York, tanto na parte baixa, no sul da Ilha de Manhattan, quanto em Long Island, Staten Island e áreas do Brooklyn. A situação mais grave, no entanto, é em Nova Jersey, que foi por onde o furacão, agora rebatizado de 'ciclone pós-tropical', entrou. Agora ele vai um pouco para oeste e a grande dúvida aqui é que mesmo que o vento diminua e a maré continue a baixar, a quantidade de água presa entre as ilhas de barreira e o continente. A questão é saber o quanto dessa água vai correr para Nova York. Em Nova York, o prefeito pediu para as pessoas não saírem de casa. Ele chegou ao ponto de desligar a água e os elevadores de conjuntos habitacionais onde os moradores tinham de sair.

A cidade está bastante sobrecarregada. O hospital do sul da cidade está sem gerador e eles estão numa correria pra remover doentes. Mas dentro do caos, acho que a cidade enfrentou com bastante eficiência essa tempestade. Mas a situação nas cidades pequenas preocupa. Cerca de 2 milhões de pessoas em Connecticut, New Jersey e Nova York ainda estão sem luz."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.