A bandeira australiana ganha lugar no casamento real

O sistema público de transportes da capital dinamarquesa tradicionalmente marca os grandes acontecimentos reais ? nascimentos, casamentos, aniversários e funerais ? e feriados nacionais, além de visitas de estado de dignitários estrangeiros, colocando bandeiras dinamarquesas nos ônibus. Mas desta vez será diferente. A frota de ônibus de Copenhague vai tornar-se também um pouco australiana, esta semana, em homenagem ao casamento do príncipe herdeiro Frederik com Mary Donaldson. Numa aceitação do fato de que Mary tornar-se-á a primeira australiana a entrar na linha de sucessão para tornar-se uma rainha, os 1.000 ônibus ostentarão bandeiras do seu país, na primeira vez em que outra bandeira além da dinamarquesa adornará a frota municipal. ?Nesse dia especial, decidimos torna-lo realmente jubiloso colocando bandeiras dinamarquesas e australianas nos ônibus?. Diz Mads Lebech, o administrador da empresa da Grande Copenhague que opera os ônibus. Frederik, de 35 anos, e Mary, de 32, casar-se-ão sexta-feira, na catedral luterana da Copenhague. Bandeiras dinamarquesa já se agitam por toda a capital, antes da cerimônia que teve atrair pelo menos 250.000 pessoas para assistir o desfile da carruagem real que levará os noivos em desfile pelas ruas principais. A primeira vez que a Dannebrog, o nome da bandeira dinamarquesa, foi usada pelo transporte públicos foi em 26 de setembro de 1929, para festejar o aniversário do rei Christian X.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.