AP Photo/Alex Brandon
AP Photo/Alex Brandon

A Espanha é um grande país e deveria permanecer unido, diz Trump

Até as declarações de hoje de Trump, a Casa Branca tinha se limitado a comentar que o referendo do dia 1º era 'um assunto interno' da Espanha

O Estado de S.Paulo

26 Setembro 2017 | 16h07

WASHINGTON - Ao receber o primeiro-ministro da Espanha, Mariano Rajoy, o presidente americano, Donald Trump, se posicionou contra o plebiscito de independência da Catalunha e disse que o país deveria "permanecer unido". O plebiscito do governo da Catalunha ocorrerá no domingo e sua realização abriu uma crise na Espanha. 

Durante uma entrevista coletiva dos dois, em resposta à pergunta sobre se apoia a atuação do governo espanhol perante esse plebiscito, Trump afirmou: "Eu só posso falar por mim, gostaria que a Espanha continuasse unida".

"Acredito que ninguém sabe se eles (os catalães) vão ter uma votação, acredito que o presidente (Rajoy) lhes dirá que não vão ter uma votação, mas acredito que as pessoas vão se opor muito a isso", acrescentou Trump.

Até as declarações de hoje de Trump, a Casa Branca tinha se limitado a comentar que o referendo do dia 1º era "um assunto interno" da Espanha. / EFE

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.