A Máfia sofre uma derrota decisiva no sul da Itália

A polícia italiana prendeu 28 mafiosos em uma série de batidas, hoje ? uma varredura, segundo as autoridades, no coração do sindicato do crime sediado em Puglia, o calcanhar da ?bota? italiana.As prisões ocorreram em Brindisi, no Mar Adriático, e cidades vizinha. O alvo eram homens que a polícia considera figuras importantes na Sagrada União da Cruz, um grupo do crime organizado. ?Este é um golpe decisivo na Sagrada União da Cruz?, disse Angelo Loconte, da polícia de Brindisi. Os suspeitos ?não apenas matavam, também tinham o poder de decidir a quem matar.?Os presos são tidos como os responsáveis por 17 assassinatos e 11 tentativas, entre 1988 e 1999, numa guerra feroz pelo controle das atividades criminais, segundo Loconte.As autoridades consideram a Sagrada União da Cruz líder no contrabando de cigarros dos Balcãs e dos países do Leste Europeu.O ministro do Interior, Giuseppe Pisanu, assegurou que três anos de investigações ?infligiram uma derrota decisiva ao poder da Máfia em Puglia?.Os policiais rastrearam os suspeitos graças a informações fornecidas por desertores mafiosos e grampeando telefones de membros da organização, segundo Laconte.Uma das conversas grampeadas capturou um dos cappi da organização, Santino Vantaggiato, implorando desesperadamente por sua vida antes de ser morto, em 1998, na Sérvia-Montenegro.Loconte disse que Vantaggiato foi morto por dois de seus asseclas, que suspeitaram que ele estivesse a ponto de se entregar à polícia. Os dois estão entre os presos de hoje. A polícia gravou o telefonema que um deles fez para relatar o assassinato aos sócios de Vantaggiato na Itália.Nos últimos anos, o sindicato sediado em Puglia ganhou proeminência criminal e o governo estava tentando erradicá-lo. Em fevereiro, a polícia já prendera 65 mafiosos na região.As outras organizações criminosas na Itália incluem a Máfia siciliana, a ´ndrangheta calabresa e a Camorra napolitana, que lidam com contrabando e extorsão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.