A maioria dos paraguaios vive com US$ 1 por dia

O escritório local do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) informou nesta segunda-feira que a maioria dos paraguaios pobres sobrevive com US$ 1 diário. A divulgação deste dado coincidiu com a chegada ao país de Marck Malloch Brown, diretor do PNUD, para manter reuniões com as autoridades paraguaias no sentido de desenvolver um programa para diminuir em 50% a pobreza no Paraguai até o ano 2015. O PNUD afirmou que 27% dos habitantes das zonas rurais e 7% dos que vivem nas cidades sobrevivem com 4.230 guaranis (que correspondem a um dólar) por dia. Em um relatório, o PNUD explicou que a pobreza afeta 57% dos moradores no campo, enquanto 43 de cada 100 pobres vivem nas cidades, incluindo a capital. Enquanto os resultados do Censo Nacional de População e Habitação mostram que o desemprego em 2001 chegou a 17%, o informe do PNUD assegura que a taxa de desemprego é de 19,1%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.