Pentágono estuda substituir BlackBerry

A Research in Motion (RIM), empresa que produz o BlackBerry, segue em seu inferno astral. Além de perder mercado para as concorrentes Apple e Google, a situação piorou depois que o Pentágono anunciou que não renovará seu contrato de exclusividade com a empresa e estuda comprar iPhones para seus funcionários a partir de abril de 2013.

O Estado de S.Paulo

05 de novembro de 2012 | 02h01

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.