´A revolução chegou para ficar´, afirma Hugo Chávez

"A revolução chegou para ficar", disse o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, na terça-feira, 10. Segundo ele, os que pensam "na idéia de desestabilizar" não serão bem sucedidos.A declaração relembra o quinto aniversário do golpe de Estado que em 11 de abril de 2002 o derrubou por 48 horas. Chávez alertou os "inimigos internos e seus mestres de Washington" que "o Chávez permissivo não existe mais".Para o presidente venezuelano, o dia 11 de abril de 2002 foi "uma agressão imperialista e um golpe fascista contra o povo venezuelano". A declaração foi dada durante um ato oficial transmitido em cadeia nacional de rádio e televisão.De acordo com Chávez, os Estados Unidos estiveram por trás da tentativa de golpe. Chávez disse que possui provas. Uma delas seria a chegada de helicópteros militares americanos ao aeroporto de Maiquetía, próximo a Caracas.Outra incidência de que os Estados Unidos teriam operado o golpe seriam os porta-aviões que se aproximaram "da gloriosa costa de Paraguaná", no extremo noroeste da Venezuela.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.