Justin Sullivan / Getty Images North America / AFP
Justin Sullivan / Getty Images North America / AFP

A três dias das eleições nos EUA, Twitter remove diversas contas por desinformação

Segundo relatos, muitos perfis se passavam por democratas, postando tuítes para encorajar os eleitores americanos a não votarem na terça-feira

O Estado de S.Paulo

03 Novembro 2018 | 20h02

WASHINGTON - O Twitter anunciou neste sábado, 3, que deletou uma "série de contas" que tentavam compartilhar desinformação, dias antes das eleições de meio de mandato nos Estados Unidos, enquanto relatos da mídia falavam em milhares de contas canceladas.

A empresa "removeu uma série de contas por se envolverem em tentativas de compartilhar desinformação de maneira automatizada - uma violação de nossas políticas", confirmou detalhar números.

O Twitter afirmou ter estabelecido "linhas abertas de comunicação" para autoridades eleitorais estaduais, funcionários das campanhas republicana e democrata, e para o Departamento de Segurança Interna.

Segundo relatos, muitas das contas se passavam por democratas, postando tuítes para encorajar os eleitores americanos a não votarem na terça-feira. A CNN informou que o comitê de campanha do Partido Democrata alertou o Twitter sobre essas contas, que foram eliminadas entre o fim de setembro e o início de outubro.

Há meses, o Twitter tem eliminado contas automatizadas e falsas projetadas para manipular o debate público na plataforma, em resposta às preocupações com a interferência da Rússia nas eleições de 2016.

Em outubro, a rede social disse que o número de usuários ativos caiu para 9 milhões no trimestre anterior, como resultado desses esforços. Recentemente, o presidente Donald Trump, por sua vez, reclamou que o Twitter estava suprimindo contas de seus partidários. / AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.