Abbas aceita pedido de demissão de Erekat

O primeiro-ministro da palestino, Mahmoud Abbas, aceitou hoje o pedido de demissão do negociador de paz Saeb Erekat, momentos antes do início de uma cúpula com o premier israelense Ariel Sharon. Erekat se recusou a explicar os motivos de sua demissão, mas ela ocorreu depois que Abbas o excluiu de participar do encontro com os israelenses, que deverá ocorrer hoje à noite. No lugar de Erekat, Abbas será acompanhado pelo presidente do parlamento palestino, Ahmed Qureia, e seu chefe de segurança, Mohammed Dahlan.O principal assunto a ser discutido durante o encontro será o "mapa do caminho", um plano de paz de três estágios apresentado pelos Estados Unidos e que prevê, entre outras coisas, o fim da violência e o estabelecimento do Estado palestino.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.