Abbas aceita professor para cargo de primeiro-ministro

O presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, aceitou a nomeação de Mohammad Shubair, um professor independente, mas próximo ao movimento islâmico Hamas, para liderar o próximo governo de união nacional, informaram neste domingo, 19, fontes próximas às negociações.As fontes indicaram que o Hamas apresentou a Abbas, líder do movimento nacionalista Fatah, uma lista de personalidades para o cargo e que o presidente escolheu Shubair.Abbas e Shubair realizaram uma primeira reunião na noite de sábado, 18. Shubair, de 60 anos, foi reitor da Universidade Islâmica de Gaza, onde continua lecionando.O governo de união nacional deve ter nove ministros nomeados pelo Hamas, seis pelo Fatah, cinco independentes e quatro em representação de outras formações políticas, segundo a edição deste domingo do jornal palestino Al-hayat Aljadeeda.O Hamas e o Fatah concordaram em que seus ministros não sejam figuras do primeiro escalão dos dois movimentos.Ainda não se sabe se a comunidade internacional, especialmente a União Européia (UE) e os Estados Unidos, levantarão, para um governo com tais características, o bloqueio político e econômico imposto ao Hamas.Além disso, o jornal assinala que o ministro de Assuntos Exteriores será provavelmente o independente Ziyad Abu Amr, o de Interior será o atual vice-primeiro-ministro, Nasser As Sha´er, e o de Finanças continuará sendo o mesmo de agora, ou seja, Omar Abdel-Razeq, os dois últimos vinculados ao Hamas.Por outro lado, o ex-ministro das Finanças, Salam Fayyad, que se apresentou junto com Hanan Ash Sharawi na plataforma alternativa às eleições de janeiro, seria o próximo ministro de Governo Local.As negociações para a formação de um governo de união nacional se encontram em um estado avançado e fontes ligadas às conversações afirmaram que o novo Executivo poderia ser anunciado no final deste mês.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.