Abbas convocará plebiscito se não houver acordo com o Hamas

O presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, anunciou nesta sexta-feira que vai convocar um plebiscito para 26 de julho sobre o "Plano dos Prisioneiros" caso as facções palestinas não cheguem a um acordo nos próximos dias. A dificuldade na negociação sobre o plano se deve, principalmente, ao artigo que pede a criação de um Estado palestino na Cisjordânia e em Gaza e que supõe o reconhecimento do Estado de Israel, ponto ao qual o Hamas, facção que controla o governo palestino, se opõe.Abbas, que pertence à Fatah, reiterou nesta sexta-feira que uma equipe de seus assessores e outra de Ehud Olmert, primeiro-ministro de Israel, se reunirão nos próximos dias para preparar uma cúpula entre ambos os líderes dirigentes.Ele afirmou que, em sua reunião em Petra com o primeiro-ministro israelense, os dois decidiram que equipes de trabalho de ambas as partes se reunirão nos próximos dias para preparar a cúpula e, assim, garantir o seu sucesso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.