Abbas diz que planeja ir à Faixa de Gaza, governada pelo Hamas

Presidente da Autoridade Palestina também falou que não concorrerá à reeleição

Efe e Associated Press

16 de março de 2011 | 11h18

GAZA - O presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, anunciou nesta quarta-feira, 16, que planeja se deslocar à Faixa de Gaza para conseguir articular a unidade palestina e o movimento islâmico Hamas, que governa o território, respondeu que ele poderá fazê-lo "em breve".

 

Em um discurso, Abbas disse explicitamente que não tentará concorrer à reeleição nas próximas eleições, planejadas para daqui a seis meses.

 

Abbas assinalou que tem a intenção de realizar a viagem para "acabar com a divisão (palestina), formar um Governo de figuras independentes e convocar eleições gerais", informou a agência oficial de notícias da ANP, "Wafa".

 

Apenas horas depois, o Hamas divulgou um comunicado em que destacou que "a decisão do presidente Abbas é positiva".

 

A nota indica que o movimento islâmico que governa a Faixa "fará os preparativos para que a chegada de Abbas a Gaza aconteça em breve".

 

O anúncio do líder da ANP e a resposta do Hamas ocorrem um dia depois que milhares de pessoas protestaram em Gaza e na Cisjordânia para exigir unidade e reconciliação às forças políticas palestinas.

 

As manifestações, com grande presença de jovens, tinham sido convocadas através de redes sociais na internet.

 

O movimento islâmico radical Hamas, que governa a Faixa de Gaza desde 2007, e o partido nacionalista moderado Fatah, que controla a Cisjordânia, mantêm atritos políticos há anos, apesar dos esforços pela unidade palestina.

Tudo o que sabemos sobre:
PalestinaHamasAbbasGazaeleições

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.