Abbas entrega controle das passagens de Gaza a Hanyie

O presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, decretou neste domingo a transferência do controle nos postos fronteiriços de Gaza ao governo do primeiro-ministro Ismail Hanyie, disseram funcionários da Presidência. As fontes, que pediram para não ser identificadas, disseram na cidade cisjordaniana de Ramallah - onde fica a sede oficial da Presidência - que o presidente e líder do Fatah adotou essa decisão no sábado, por causa de um protesto irado do primeiro-ministro do movimento islâmico Hamas. Após o juramento prestado pelos ministros de Hanyie, em 29 de março, o presidente palestino ordenou efetivos do corpo militar da segurança geral para tomar o controle na passagem fronteiriça de Rafah, que liga a Faixa de Gaza com o Egito. O pretexto para tomar o controle dessa passagem, na qual também operam supervisores da União Européia (UE), foi o desejo de impedir que Israel voltasse a capturar a fronteira, pois não reconhece o novo governo do Hamas. O Exército israelense se retirou da Faixa de Gaza em 12 de setembro de 2005, e definiu com a ANP que a passagem de Rafah ficaria sob a supervisão de funcionários europeus - no local - e israelenses - de uma base fora desse território -, para impedir a passagem de armamento e a volta de militantes procurados por esse país. A notícia do decreto não tinha sido confirmada hoje nem por meios do governo de Hanyie e nem por parte de Abbas, que está em visita à vizinha Jordânia. No entanto, as fontes da Presidência atribuíram a informação ao chefe do escritório de Abbas, Rafik al-Huseini. A suposta decisão de Abbas veio depois de um duro ataque de Hanyie, na sexta-feira passada, ao discursar para milhares de palestinos depois do serviço nas mesquitas e reclamar por retirar do governo da ANP a atribuição de ter o controle sobre as passagens fronteiriças.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.