Abbas espera que Israel liberte detidos para festa muçulmana

O presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, manifestou neste domingo na cidade cisjordaniana de Belém sua esperança de que Israel liberte prisioneiros palestinos para a festa muçulmana do Id al-Adha (festa do sacrifício). Abbas qualificou de "uma boa reunião" a que manteve no sábado com o primeiro-ministro israelense, Ehud Olmert.Sobre a libertação de presos palestinos, Abbas disse que "isso foi o que pedimos, e acho que (os israelenses) têm discutido no Gabinete", ao referir-se ao Conselho de Ministros israelense realizado em Jerusalém.Abbas viajará nesta segunda-feira à Jordânia, convidado pelo monarca desse país, Abdullah II, onde provavelmente se reunirá com representantes do movimento islâmico Hamas."Esperamos que amanhã as negociações (com o Hamas) nos permitam alcançar um Governo" de união nacional palestina, disse Abbas, que lembrou que, até o momento, todos os esforços neste sentido fracassaram.Abbas participará neste domingo da tradicional Missa do Galo na Igreja de Santa Catarina, oficiada pelo Patriarca Latino de Jerusalém, monsenhor Michel Sabah.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.