Abbas expressa a ONU seu compromisso com acordo de paz

O presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, reiterou neste domingo ao secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, o compromisso de continuar a trégua bilateral comIsrael e sua esperança de poder alcançar um acordo de paz global.Os dois deram nesta manhã uma entrevista coletiva após uma reunião na sede da Presidência (Muqata), na cidade cisjordaniana de Ramala, a primeira desde que o representante da ONU assumiu o cargo, em janeiro.Abbas transmitiu a Ban sua esperança de se chegar a um acordo de paz no Oriente Médio durante seu mandato como secretário-geral das Nações Unidas. E reiterou o "compromisso estratégico" da ANP de conseguir uma paz com Israel, "segundo as resoluções da ONU e as iniciativas de paz árabes".O presidente da ANP afirmou que os palestinos continuam comprometidos com a trégua temporária firmada com Israel em novembro e em conseguir a libertação do soldado israelense Gilad Shalit como parte de um acordo para a troca de prisioneiros palestinos."Seguimos comprometidos com todas as resoluções adotadas pelo Conselho de Segurança da ONU", respondeu Ban em referência a uma pergunta sobre o direito do retorno dos refugiados palestinos. "Estou convencido de que Abbas está decidido e preparado para avançar no processo de paz regional", acrescentou.Ban deu as boas-vindas à formação do novo governo de união nacional palestino - integrado por ministros do Hamas e Fatah entre outros grupos políticos -, mas, em linha com a posição do Quarteto de Madri para o Oriente Médio - Estados Unidos, Rússia, União Européia e ONU -, disse que o gabinete será julgado por suas ações.Sobre o novo governo, Ban apontou que deve demonstrar que está disposto a atuar respeitando as demandas do Quarteto e da paz, e que só então se reunirá com os ministros que sejam do grupo islâmico Hamas, incluindo o primeiro-ministro Ismail Haniyeh.Depois de se reunir com Abbas, Ban colocou uma oferenda de flores no túmulo do histórico dirigente palestino Yasser Arafat. Em seguida, o máximo representante da ONU almoçou em um restaurante de Ramala com os ministros de Assuntos Exteriores, Ziad Abu Amr; de Finanças, Salam Fayyad; e de Informação, MustafaBarghouti.Ainda neste domingo, Ban se reunirá com o chefe de Negociações da Organização para a Libertação da Palestina (OLP), Saeb Erekat.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.