Abbas imporá governo provisório do Fatah na Cisjordânia

Fontes da ANP dizem que nova administração existirá por tempo indeterminado

Agência Estado e Associated Press

13 Julho 2007 | 11h14

O gabinete emergencial palestino renunciará na noite desta sexta-feira, 13, e será substituído por um novo governo provisório dominado pelo movimento político Fatah e que ficará no poder por tempo indeterminado na Cisjordânia, revelaram nesta sexta funcionários da Autoridade Nacional Palestina (ANP).O gabinete emergencial foi criado pelo presidente da ANP, Mahmoud Abbas, depois de o grupo islâmico Hamas ter assumido o controle total da Faixa de Gaza em meio a confrontos com forças do Fatah em meados de junho.Depois da vitória militar do Hamas sobre o movimento de Abbas, o presidente palestino declarou um estado de emergência que se encerra na noite desta sexta.Nabil Amr, um importante assessor de Abbas, disse que o primeiro-ministro interino Salam Fayyad e seus ministros continuarão em seus cargos e que novos nomes serão chamados para compor o governo.Trata-se da mais recente medida adotada por Abbas para consolidar o poder do Fatah sobre a Cisjordânia depois de o Hamas ter tomado a Faixa de Gaza. Abbas governa por decreto desde o anúncio do estado de emergência.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.