Herwig Prammer/Reuters
Herwig Prammer/Reuters

Abbas marca para maio eleições gerais palestinas

Eleições gerais que devem encerrar a rivalidade entre o Hamas e a Fatah

VIENA, O Estado de S.Paulo

29 de novembro de 2011 | 03h01

VIENA - O presidente palestino, Mahmoud Abbas, anunciou durante visita à Áustria, a realização em 4 de maio das eleições gerais que devem encerrar a rivalidade entre o Hamas e a Fatah. Os dois grupos acertaram sete meses atrás um plano de reconciliação que culminaria em eleições.

 

Veja também:

documento PARA ENTENDER: A Palestina na Unesco

documento ENTENDA: Admissão à ONU é processo lento

tabela HOTSITE: A busca pelo Estado palestino

Os palestinos estão divididos desde que militantes do Hamas entraram em choque com membros do Fatah na Faixa de Gaza e os expulsaram do território em junho de 2007. Desde então, o Hamas - que tinha vencido as eleições de 2006 - tem um governo em Gaza, paralelamente ao da Autoridade Palestina, na Cisjordânia.

Abbas vem enfrentando intensa pressão de Israel, que rejeita um governo de união entre o Hamas e o Fatah e vem retendo mensalmente cerca de US$ 100 milhões de impostos destinados aos palestinos desde que a Palestina se tornou membro da Unesco, em outubro. O premiê israelense, Binyamin Netanyahu, disse ontem que estuda a liberação do dinheiro dos impostos, mas advertiu que a medida será retomada se os palestinos voltarem a pedir o reconhecimento de agências da ONU. / AP

Tudo o que sabemos sobre:
AbbasPalestina

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.