Abbas pede garantias dos EUA para retomar negociação

O presidente da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas, disse ao seu movimento Fatah que ele deseja um compromisso mais específico dos Estados Unidos a respeito das futuras fronteiras do Estado da Palestina, antes de retomar uma negociação direta de paz com Israel, informou hoje um assessor do líder palestino, Sabri Saidam.

AE-AP, Agência Estado

21 de julho de 2010 | 13h33

Abbas disse aos líderes do Fatah, em uma reunião a portas fechadas na noite de ontem, que as garantias dadas pelo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, ainda não são claras o suficiente. Obama fez um apelo a Abbas para retomar as negociações com Israel, rompidas em dezembro de 2008.

Ele deseja garantias diretas de que um Estado da Palestina será estabelecido na Cisjordânia, Faixa de Gaza e Jerusalém Oriental, com permissão de pequenos ajustes de fronteira. Israel capturou os territórios palestinos na Guerra dos Seis Dias, em 1967.

"Nós esperamos uma enorme pressão e dias difíceis, mas não iremos às negociações como pessoas cegas", disse Abbas aos líderes do Fatah, segundo o assessor. Os comentários de Abbas foram publicados hoje em um jornal diário palestino, e confirmados por seu assessor.

Abbas disse que as garantias de Obama foram apresentadas na semana passada pelo enviado especial do presidente americano para o Oriente Médio, George Mitchell, que esteve na Cisjordânia. Abbas disse que o presidente dos EUA foi vago a respeito de quais territórios constituirão o futuro Estado palestino.

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, afirma que quer retomar imediatamente as negociações diretas com os palestinos, mas recusa-se a aceitar a redação de um rascunho para o processo. Os palestinos desconfiam das intenções de Netanyahu.

Tudo o que sabemos sobre:
PalestinanegociaçãoIsraelEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.