Abbas promete manter negociação com sucessor

O presidente da Autoridade Palestina, Mahmud Abbas, disse ontem que a decisão do premiê israelense, Ehud Olmert, de renunciar é "uma questão interna". No entanto, Abbas prometeu trabalhar com seu sucessor. O negociador palestino, Saeb Erekat, disse ontem que as negociações de paz com Israel serão levadas adiante, apesar do anúncio de Olmert. "Decidimos hoje que continuaremos buscando um acordo até o final do ano", disse Erekat, após um encontro de negociadores palestinos e israelenses em Washington com a secretária de Estado dos EUA, Condoleezza Rice. A Casa Branca disse ontem que está preparada para trabalhar com qualquer líder israelense por um acordo de paz. "Estamos preparados para trabalhar com qualquer funcionário israelense, seja neste governo ou em futuros governos", disse o porta-voz do Departamento de Estado, Sean McCormack. "Sem dúvida, parece haver em Israel bastante apoio para chegarmos a um acordo sobre a coexistência de dois Estados (Israel e Palestina) que vivam juntos, em paz e em segurança", acrescentou. O presidente George W. Bush telefonou ontem a Olmert e manifestou solidariedade ao primeiro-ministro israelense.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.