Abbas recebe lista de ministros do Hamas

O futuro primeiro-ministro palestino, Ismail Haniyeh, do grupo islâmico Hamas, entregou neste domingo ao presidente da Autoridade Nacional Palestina, Mahmoud Abbas, a lista de ministros do próximo governo. Haniyeh esteve reunido com Abbas em Gaza a fim de obter apoio do dirigente à lista de ministros apresentada, informaram fontes oficiais. A lei palestina estabelece que o presidente deve aprovar a lista de candidatos antes que o primeiro-ministro solicite o apoio do Parlamento ao novo governo. Abbas adiantou neste sábado, por meio de seu porta-voz Nabil Abu Rudaina, que não será contrário aos candidatos apresentados por Haniyeh, que formou um governo uniforme, com alguns tecnocratas independentes, devido à rejeição da Frente Popular para a Libertação da Palestina (FPLP) em unir-se ao Executivo. Em declarações à imprensa na Cidade de Gaza, Kayed Al Ghul, integrante da FPLP, disse que seu partido "decidiu não se unir a um governo dirigido pelo Hamas porque seu programa político vai de encontro ao da Organização para a Libertação da Palestina (OLP)". Em essência, Al Ghul fazia alusão à Declaração de Independência proclamada pela OLP em 1988 na Argélia e que contém um reconhecimento implícito de Israel, o que contradiz a negativa do Hamas de reconhecer o direito à existência do Estado israelense. Segundo a página independente de internet Ramatan, a lista liderada pelo próprio Haniyeh é composta por 13 ministros da Cisjordânia e 10 da Faixa de Gaza, que aparentemente deverão reunir-se separadamente, pois Israel não permitirá a passagem dos membros do novo governo islâmico de um lado a outro da fronteira .

Agencia Estado,

19 Março 2006 | 20h41

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.