Abbas se reúne com Jihad Islâmica para cimentar trégua

O primeiro-ministro palestino, Mahmoud Abbas ? também conhecido como Abu Mazen ? se reuniu nesta sexta-feira com os líderes da Jihad Islâmica, em mais um esforço para reforçar e ampliar a trégua anunciada pelos grupos militantes. Na quinta-feira, Abbas se encontrou com líderes do Hamas e da organização Fatah, liderada por Yasser Arafat. Os três grupos aceitaram um cessar-fogo temporário, como prevê o atual plano de paz patrocinado pela comunidade internacional. No entanto, dissidentes palestinos continuam a realizar atentados contra Israel. Na quinta-feira, a polícia palestina prendeu quatro militantes por suposta participação no ataque com um míssil ao assentamento de Kfar Darom, na Faixa de Gaza. A iniciativa provocou uma manifestação de palestinos, em frente à casa de Abu Mazen, em Gaza. Abu Mazen condenou o ataque, bem como o atentado contra um estrangeiro na Cisjordânia, que também ocorreu nesta semana, classificando-os de "operações de sabotagem" que não seriam aceitas pela Autoridade Palestina. Um porta-voz do Hamas disse que a reunião com Abbas foi positiva, mas afirmou que não há nenhuma possibilidade de o grupo aceitar o desarmamento, como exigem os israelenses. As informações são do site da BBC em português. Para ler o noticiário da BBC, que é parceira do estadao.com.br, clique aqui.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.